Subscribe Now

Trending News

Curso pré-vestibular ou escola tradicional? Qual a melhor opção?
Vestibular

Curso pré-vestibular ou escola tradicional? Qual a melhor opção?

O ingresso em uma boa universidade costuma ser desafiador para jovens que estão concluindo o ensino médio. Com o auxílio de um curso pré-vestibular e estratégias de preparação direcionadas, entretanto, é possível chegar lá.

Antes de tomar uma decisão sobre a instituição de ensino em que pretende matricular seu filho, é importante conhecer alguns dos aspectos que diferenciam o cursinho de uma escola tradicional preparatória.

Para entender melhor as características, vantagens e desvantagens de cada uma delas, continue a leitura de nosso artigo!

Importância do perfil do aluno

O primeiro fator a considerar antes de fazer uma escolha é avaliar a personalidade, os objetivos e a disponibilidade do jovem. Alunos que têm mais facilidade para se organizar, por exemplo, conseguem fazer o curso pré-vestibular e o ensino médio paralelamente, sem problemas.

Outros, contudo, podem querer mais tempo livre para revisar conteúdos e estudar em casa, o que inviabiliza a frequência a outras aulas além daquelas assistidas na escola tradicional. A individualidade e os objetivos dos vestibulandos devem sempre ser avaliados.

Vantagens do curso pré-vestibular

Você sabe qual é o perfil de seu filho enquanto candidato, mas sente que ainda precisa de mais informações sobre o cursinho para tomar essa decisão? Então, conheça algumas de suas vantagens.

Abordagem direcionada

Nessa opção, desenvolvida sob medida para os vestibulares das principais universidades do Rio de Janeiro e de todo o Brasil, o trabalho é focado no treinamento para aprovação. Assim, os alunos têm acesso a conteúdos objetivos e a professores que dominam as técnicas das provas mais concorridas.

Para somar esforços, há uma grande oferta de testes e simulados que permitem que o candidato conheça todos os aspectos das provas oficiais. Isso faz com que seu desempenho seja determinante.

Preparação reforçada para os cursos mais concorridos

A disputa por vagas em cursos como Medicina, Direito, Engenharia e Arquitetura é crescente e requer ótimos resultados dos candidatos. É necessário que disponham de uma formação diferenciada, com a qual o curso pré-vestibular tende a contribuir.

Em algumas instituições há turmas em que todos os vestibulandos concorrem à mesma opção, como Medicina. Para se ter noção, em 2018 a nota de corte do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) para esse curso foi de 807.

Chegar a um resultado como esse requer muito estudo e dedicação, o que justifica o complemento do cursinho à escola.

Mais autonomia

O curso pré-vestibular tem muitas semelhanças com a experiência universitária. Afinal, nele o aluno é autônomo e responsável pelo aperfeiçoamento de sua preparação e conhecimento.

Isso se deve ao fato de que não há cobrança de provas e atividades, como acontece nas escolas. Além disso, os professores não têm uma postura rígida de acompanhamento individual dos vestibulandos.

Cabe aos estudantes assumir o compromisso de assistir a todas as aulas, esclarecer dúvidas e fazer os exercícios propostos, já que seus objetivos são exclusivos.

Desvantagens do curso pré-vestibular

Diante dos aspectos benéficos que apresentamos sobre o cursinho, também há questões que o tornam desvantajoso perante uma escola tradicional. Mencionamos algumas a seguir.

Mais dificuldade para memorizar o conteúdo

Conciliar aulas em uma escola e em um curso pré-vestibular faz com que um número significativo de informações seja recebido todos os dias, dada a quantidade de explicações assistidas.

Em um jovem, isso pode ser suficiente para desencadear sensações como angústia e ansiedade. O problema é que ambas atrapalham bastante as técnicas de memorização.

Carga horária muito longa

Conciliar as aulas em duas instituições pode ser desgastante no sentido de disponibilidade horária. Além do período em sala, o jovem precisa de mais tempo voltado a deslocamentos e rapidamente tende a apresentar cansaço mental e físico.

Pouco tempo para estudar em casa

Tão importante quanto assistir às exposições de cada professor é revisar os conteúdos em casa ou em um ambiente de estudos apropriado. Assim, ao fazer os exercícios sozinho, o adolescente conhecerá suas dificuldades e poderá esclarecer questões em plantões de dúvidas.

Se estiver frequentando a escola e o pré-vestibular paralelamente, será difícil encontrar intervalos para praticar por conta própria.

Vantagens da escola preparatória

Tendo em vista os fatores envolvidos na opção de cursar escola e cursinho ao mesmo tempo, é fácil compreender por que muitos pais têm escolhido matricular seus filhos em uma escola preparatória.

Aprendizado voltado ao vestibular

Os novos conteúdos em uma escola tradicional com preparação para o vestibular já são apresentados aos estudantes em um primeiro momento, com reforços de exercícios e temas que podem ser abordados, futuramente, nas principais provas.

Assim, por exemplo, ao terem contato inicial com a matéria de Botânica, em Biologia, os alunos também entendem como ela pode cair no vestibular e passam a adquirir domínio sobre as questões.

Acompanhamento mais próximo

Jovens que têm mais dificuldade para se organizar podem ficar perdidos em um curso pré-vestibular. Se optarem pelo preparatório durante o ensino médio, todavia, estarão ao lado de professores que entendem suas principais forças e fraquezas.

A medida permite que essas características sejam niveladas, a fim de melhorar o potencial de todos enquanto vestibulandos.

Aos mais tímidos, o acompanhamento também ajuda no esclarecimento de dúvidas, visto que muitos têm vergonha de assumi-las diante de profissionais com os quais têm pouca intimidade.

Custo reduzido

Pagar as mensalidades de uma escola preparatória e de um cursinho ao mesmo tempo representa um gasto e tanto no orçamento de uma família. O peso, além disso, pode não compensar pelas necessidades e perfil de seu filho.

Dessa maneira, a franqueza e diálogo sobre a decisão se tornam essenciais. Ficar somente na escola tradicional, em muitos casos, com o reforço que ela oferece, tende a ser suficiente para a aprovação em um vestibular.

Desvantagens da escola preparatória

Considerando os aspectos de cada opção, há poucas desvantagens relacionadas à escolha da preparatória. As principais envolvem a falta de complementos para alunos que escolhem cursos mais disputados, cuja concorrência pode ultrapassar 200 candidatos por vaga, e o próprio ambiente de aulas.

No último item a diferença é que, no cursinho, professores e alunos respiram vestibular, uma característica que pode servir como incentivo. Ainda assim, ela não é suficiente para desconsiderar a escola preparatória.

Diálogo e compreensão das necessidades de seu filho, ao fim, são as melhores medidas para fazer a melhor escolha de curso pré-vestibular. Quando todos os itens são avaliados adequadamente, o sucesso na resolução tende a ser maior, de forma a preparar o jovem para o futuro com o qual sonha.

Quer conhecer uma boa opção de instituição de ensino em Duque de Caxias? Entre em contato conosco, do Colégio Alfa, e saiba de que formas podemos auxiliar na conquista de bons resultados no vestibular!

Posts relacionados

Deixe uma resposta

Campos obrigatórios *