Subscribe Now

Trending News

O que é inteligência emocional? Saiba aqui!
Educação

O que é inteligência emocional? Saiba aqui!

Você provavelmente já encontrou alguém de intelecto admirável, literalmente um gênio, e pensou que essa pessoa poderia obter qualquer conquista, certo? Embora o quociente de inteligência, QI, seja de fato importante, empresas e instituições de ensino desejam cada vez mais profissionais e alunos que saibam o que é inteligência emocional (IE).

A IE vai além da intelectualidade e consiste na habilidade de gerenciar as próprias emoções, além de melhorar relações interpessoais. Assim, é formada por autoconhecimento, autocontrole, empatia, motivação e gestão de relacionamento.

Quer saber mais sobre o conceito e entender como usá-lo em seu dia a dia? Então, não deixe de ler os itens abaixo!

Origem e popularização do termo

A explicação do que é inteligência emocional se originou na psicologia e se popularizou a partir da publicação do livro de mesmo nome, em 1986, do autor Daniel Goleman.

Segundo sua definição, inteligência emocional é identificar seus próprios sentimentos e aprender a gerenciá-los, de modo a também compreender os das demais pessoas. Assim, também é possível melhorar os relacionamentos em geral.

Aplicação à vida e aos estudos

Às vezes, especialmente quando se é jovem e ainda se tem poucas experiências práticas, é comum sentir desespero diante de uma situação e acreditar que não é capaz de solucioná-la.

Com a inteligência emocional, entretanto, estimula-se que cada pessoa aprenda a gerenciar melhor suas emoções e canalizá-las para bons fins.

Para a vida e, claro, para os estudos, essa união de habilidades permite conhecer a si mesmo diante de todos os momentos. Ao reduzir estresse, solucionar conflitos e se comunicar com os outros, além de se manter motivado e disposto a correr atrás de seus objetivos, você exercita sua IE.

Na escola, por exemplo, é possível:

  • contornar discussões com seus colegas de sala;
  • não se assustar diante de uma prova cujo conteúdo seja desafiador;
  • aproveitar o cursinho pré-vestibular;
  • ter mais tranquilidade diante da ideia de aproximação do vestibular e da escolha de uma carreira;
  • investir em suas habilidades e se destacar nas matérias com as quais você se identifica mais.

Dicas de como desenvolver sua inteligência emocional

O desafio é grande, mas é fácil perceber por quais motivos vale tanto a pena se esforçar para desenvolver a inteligência emocional. Confira algumas dicas para fazer isso.

Analise o seu comportamento

Observe como sua mente e corpo reagem a todas as situações que você experimenta, dia após dia, tanto as boas quanto as ruins. Consegue perceber de que forma sensações e atitudes interferem em seu humor?

Por meio dessa análise, você identifica seus pontos fortes e fracos e cria ações práticas para trabalhá-los, bem como estimula o cérebro emocional a partir da repetição de experiências.

Trabalhe emoções negativas

Ter sentimentos ruins, como tristeza, insegurança, raiva, ciúmes e decepção é péssimo, não? Aprender a lidar com eles, contudo, é imprescindível. Ao dominar aquilo que se sente, desde jovem, evita-se que os maus momentos bloqueiem seus pensamentos positivos.

Caso haja excesso de estresse, como após uma briga com sua família, vale a pena investir em outras tarefas que o reconectem à sua consciência. Vale fazer meditação, caminhada, corrida e diferentes exercícios físicos que proporcionem prazer.

Desenvolva resiliência

Nem sempre as coisas na vida saem conforme o planejado, mas isso não é o fim do mundo, tudo bem? Tornar-se resiliente permite que você tenha mais preparo para administrar momentos difíceis.

Assim, você os absorve, aprende com eles e segue de modo firme em seu propósito, sem se conformar com uma pequena queda e sem achar que ouvir um “não” vai colocar toda sua dedicação a perder.

Durante o processo, que já pode começar em sua vida de estudante, um conselho importante, além de ouvir a si mesmo, é aceitar o auxílio e a opinião de pessoas mais experientes, como pais e professores, de modo a cultivar também relações saudáveis.

Agora que você já sabe o que é inteligência emocional, lembre-se de que ela é uma excelente oportunidade para exercitar empatia, autoconhecimento, flexibilidade, liderança e persuasão, ampliando suas chances de crescimento enquanto indivíduo.

Gostou de nosso artigo e quer acompanhar mais conteúdos como este? Então, curta nossa página no Facebook e siga também nosso perfil no Instagram!

Posts relacionados

Deixe uma resposta

Campos obrigatórios *